Agricultores de Rio Claro fornecerão produtos para merenda escolar

rioclaromerendaA merenda escolar servida nas escolas municipais de Rio Claro terá novamente, este ano, participação significativa de produtos originários da Cooperativa dos Agricultores Familiares de Rio Claro e Região. A entidade foi selecionada em chamada pública realizada no início da semana, que também credenciou a Associação dos Apicultores de Rio Claro (Apirc) para o fornecimento de oito toneladas de mel com a mesma finalidade.

A lista de 28 produtos apresentada pela Secretaria Municipal de Educação na chamada pública incluiu verduras, frutas, ovos, legumes e mel. O procedimento está previsto em lei federal de 2009, que determina ao município a aquisição do mínimo de 30% dos produtos da merenda escolar de produtores locais, da região ou de qualquer outro ponto do território nacional, nesta ordem, seguindo o critério de capacidade de atendimento à demanda e levando em conta também o preço.

Os recursos para as aquisições são transferidos ao município pelo Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), explica a diretora do Departamento de Alimentação Escolar da Secretaria Municipal de Educação, Fátima Rosa Schiavon. O município serve, diariamente, 55.000 refeições nas escolas.

O secretário de Agricultura, Abastecimento e Silvicultura, Carlos Alberto Teixeira De Lucca, que acompanhou todo o processo, disse que a ampliação do fornecimento de produtos da agricultura familiar do município e região para a merenda escolar não só eleva a qualidade do cardápio servido aos estudantes, como também alça os produtores locais a um novo patamar de renda, com destino certo e seguro para sua produção.  “A criança cresce com saúde, o produtor se vê recompensado e tem melhores condições de ampliar e modernizar seus negócios, e a sociedade também sai ganhando com essa rede de benefícios”, afirma.

A Cooperativa dos Agricultores Familiares de Rio Claro (CAF Rio Claro), oficializada em meados do ano passado, tem grandes expectativas quanto ao seu futuro e de seus atuais 126 cooperados, revela o presidente José Roso. Nascida de uma associação de agricultores familiares articulada a partir de 2009, a entidade se organizou, cresceu e evoluiu até a condição de cooperativa, possuindo todos os registros necessários junto aos órgãos que regem o setor.  Agora, prepara-se para inaugurar, em área da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Silvicultura, a ampliação de uma central com capacidade para receber, processar e distribuir oito toneladas diárias de produtos.

Entre os novos equipamentos que vão funcionar na central, há máquinas que lavam, picam, extraem suco e embalam a vácuo. Parte delas foi adquirida com recursos do governo federal e outra parte ficou a cargo da própria cooperativa, que espera colocar a central ampliada em atividade brevemente. “Na nova fase pretendemos elevar o percentual de produtos destinados à Merenda Escolar”, anuncia Roso.

Fonte: Redação Canal Rio Claro