Gordura trans é proibida nos EUA mas permitida no Brasil

pacotebatataO portal G1 noticiou, em junho de 2015, que o governo americano deu três anos para que os fabricantes de alimentos não usem mais gordura trans. A gordura trans também está presente nos alimentos industrializados para aumentar sua validade e dar mais sabor. Entretanto, aumenta o risco de obesidade, diabetes, pressão alta, diminui o colesterol bom e aumenta o ruim.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), a participação de alimentos industrializados contendo gordura trans na dieta contemporânea é traço marcante do padrão alimentar atual da população.

Os ácidos graxos trans podem ser sintetizados pela fermentação bacteriana e estão presentes em pequena quantidade nas carnes e no leite, mas sua principal fonte é a gordura hidrogenada, muito utilizada em produtos industrializados. Considerando a repercussão desse padrão alimentar e seus efeitos deletérios à saúde, em 2004, a OMS lançou a Estratégia Global para Promoção da Alimentação Saudável, Atividade Física e Saúde com a meta de eliminação do consumo de gordura trans industrial.

A SBD junto a duas outras entidades, a SBEM e ABESO, veio a público este ano solicitar a retirada completa em tempo hábil, de todo alimento que contenha gordura trans. Trata-se de uma campanha de fundamental importância para a sociedade.

Fonte: Planeta Orgânico